Papo de Montanha: “Dois cumes do Fitz Roy na mesma temporada” – 17 de outubro

Papo de Montanha com Sérgio Tartari nesta terça: “Dois cumes do Fitz Roy na mesma temporada”
Quinta, 17 de outubro com Sérgio Tartari

Para ser bem sucedido ao escalar grandes montanhas (big walls), é preciso um bom planejamento,um bom preparo mental e um corpo treinado e capaz de ficar vários dias carregando peso, sentindo frio e dominando lances muitas vezes ainda desconhecidos.
Escalar um big-wall é uma atividade gratificante mas também extasiante. O escalador termina com a alegria de ter alcançado o cume e com o corpo cansado, pedindo repouso.

Se este tipo de escalada é uma atividade tão exigente, imagine como seria chegar ao topo do Fitz Roy depois dos cinquenta anos….

Isso é possível? Você conhece alguém que já tenha conseguido? Tem curiosidade de ouvir os relatos de quem chegou lá??

Sérgio Tartari esteve no topo do Fitz Roy duas vezes, na mesma temporada, em duas janelas seguidas, e virá bater um Papo de Montanha conosco para relatar como foi sua experiência na Patagônia nesta última temporada. Os perrengues, as alegrias e a empreitada.

Participe desse papo, que é franco, assim como a entrada!

Confirme sua presença pelo facebook, clique aqui {+}