5º Encontro Capixaba de Escalada em Cachoeiro de Itapemirim/ES – 13 e 14 de agosto

A Associação Capixaba de Escalada – ACE promove nos dias 13 e 14 de agosto o 5º Encontro Capixaba de Escalada em Cachoeiro de Itapemirim/ES. O Encontro tem como objetivo divulgar a escalada na região, principalmente no Complexo do Itabira. O evento é um resgate histórico para a região que foi o berço da escalada no Espírito Santo.

Na programação  está previsto um jantar de confraternização, no dia 13, com a participação dos escaladores Jean Pierre e Patrick White contando sobre a conquista de vias no Complexo do Itabira e a evolução da escalada.

A organização já pré reservou 50 vagas no Sítio Itabira (https://www.sitioitabira.com.br) para os participantes do 5º Encontro Capixaba de Escalada e foi negociado o valor da diária em R$35,00 para o camping + café da manhã + jantar. A camisa do evento será vendida por R$15,00. Aos interessados nas vagas negociadas a ACE solicita o depósito dos valores na Caixa Econômica Federal, Agência: 2042, Operação: 013 e Conta: 130-5. Em seguida, o comprovante de depósito deve ser encaminhado para o email encontro@ace-es.org.br.

Um marco do início da escalada capixaba foi a conquista do Pico do Itabira (em Tupi Guarani, Pedra Empinada), em Cachoeiro do Itapemirim no ano de 1947, conseguida pela equipe do carioca Sílvio Mendes. Foram inúmeras tentativas e várias semanas até atingir o cume. A via Silvio Mendes com 550 metros foi considerada por muitos anos a mais difícil do Brasil. Daí em diante outras grandes rochas do estado viraram sonho de consumo da nata da escalada nacional. O apogeu destas gran des conquistas ocorreu nas décadas de 70 e 80.

Outras vias no Pico do Itabira e em montanhas que o circundam foram conquistadas, formando todas juntas o Complexo do Itabira, que é considerado o maior centro de escalada tradicional do estado. No Complexo do Itabira existem mais de 20 vias de escalada tradicional, que vão de 100 a 550 metros de extensão, com diferentes graus de dificuldade.

 

A “escalada tradicional” é uma modalidade do esporte de subir montanhas. Tem como objetivo chegar ao topo de montanhas por longas vias (rotas) de escalada, onde o esforço físico e mental é exigido para se passar horas, ou até dias, nos paredões com dificuldades variadas e diversos equipamentos de segurança. Mas para aqueles que se dedicam a essa atividade, o prazer de estar em lugares remotos, contemplar e interagir com a natureza superando os desafios individuais e humanos é compensador.

Posted in:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *