Jana Menezes


Na via Sol Celeste – Foto: Alexandre Portela

Carioca, 60 anos, advogada aposentada, divorciada, mãe de 3 filhos homens, 2 netos, grande escaladora e acima de tudo, montanhista, guia do Clube Excursionista Rio de Janeiro e conquistadora de vias maneiríssimas!
Conheçam um pouco desta mulher extraordinária…

Jana, tá escalando há qto tempo?
20 anos

Como foi que começou a escalar? O que te levou a entrar pra este esporte?
Fazia caminhadas com a Caauã, empresa do Cebolinha e conheci a Sandra Palhano que me levou pro Guanabara. Lá, fui logo me associando e pagando o CBM à vista que era pra ninguém desistir de me ensinar já que meu corpo era bem maior do que agora e eu era sedentária.

Um dos seus filhos, Felipe Assad,  é um grande e ousado escalador…pode falar um pouco disso pra gente?
Me sinto orgulhosa e  mais ainda quando ele escala vias trabalhosas em grandes montanhas, que é quando as pessoas chegam pra mim e dizem: Voce soube? Felipinho guiou uma via super dificil em Salinas. Aí eu digo: é mesmo? Legal…muito legal mesmo.


Jana com Lipe – Foto: Felipe Assad

Quantas vias conquistadas já tem no seu currículo?
Com lances conquistados 5, mas ajudando e fazendo a primeira repetição não sei dizer.

Faz alguma atividade física, algum treino específico?
Sim, Tai-Chi, musculção, natação, corrida e treino em muro artificial.

Acha que o esporte tá caminhando bem, com federações e confederação, associações de guias profissionais e com os clubes mais entrosados? Ou tá havendo uma massificação desordenada?
As duas coisas.

Tem sempre alguém que nos inspira…existe alguém pra vc?
Sim, Rosangela Gelly, Dalton Chiarelli e Eduardo Cardoso(Dudu) que foram as pessoas que acreditaram em mim.
Fora do Brasil, a Lynn Hill.

Quer deixar uma mensagem pra galera?
Pra chegar aos 60, fazendo tudo que eu faço, precisei de uma coisa: PERSEVERANÇA.


Jana conquistando a Fruto Bendito – Foto: Márcia D’Ávila

Entrevista concedida ao Site Mulheres na Montanha

Feita por  Rosane Camargo

Posted in:

17 Comentários

  1. Ehhhh… Jana !!!! se eu não desisti de escalar depois do meu CBM foi graças a ela:-)))ela disse tudo: perseverança….

  2. Esta gatona foi responsavel direta pelo meu retorno as montanhas, me guiando com muita paciência e me mostrando as novidades.
    Ela se tornou minha madrinha de montanha assim como a do meu filho Gistavo (Xaxa ) que acabou fundando um clube excursionista em BH, o CEM.

    Tenho muito orgulho desta mulher

  3. Nunca vou esquecer no meu curso básico, a Jana praticamente me adotou… Como ela diz hoje em dia, quando ela ve os ” olhinhos ” de alguem brilhar quando o assunto é escalada, ela simpletamente vai fazer tudo pra ajudar, dar força, ensinar, levar pra escalar … e foi assim que conheci a Jana … Grande parceira de escaladas, viagens e muitas conversas, beijos mil, Adri

  4. Parabéns pela linda matéria…
    Uma mulher Guerreira e de Fibra. É assim que vejo a Jana! Numa primeira ‘prosa’ com ela na Urca, fiquei ‘fascinada’ pela determinação e objetividade dessa mulher, que é um exemplo pra nós montanhistas, pela sua experiência de vida!

    Ester Capela

  5. Parabéns pela linda matéria! Parabéns a Jana por esses 20 anos de Montanhismo… com muita perseverança!
    O Montanhismo do Rio de Janeiro agradece pelo seu exemplo e dedicação…

    Beijo grande

    Ester

  6. Eu falo, falo pra minha mae da Jana e ela diz que só acredita vendo: ta aí a prova!Grande Jana!Sensacional a matéria!Adorei!

  7. Jana, apos escalar sites e mais sites e encontrar seu blog com essa materia, me apego verdadeiramente a algo que faz a vida valer muito a pena. Tenho 35 anos e um respeito muito grande pela natureza. Agora, mais do que nunca, quero fazer parte dela. Obrigada por repartir sua experiencia

  8. Viver apenas um dia e ouvir um bom ensinamento é melhor do que viver um século sem conhecer tal ensinamento(Siddartha). É o que me veio a cabeça quando a conheci.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *