Katie Brown


Via Playing Hooky, em uma parte chamada The Tombstone. Moab, Utah. Foto: Cory Richards

 

Esta americana começou nova no esporte, aos 13 anos de idade. Participou com grande destaque de alguns campeonatos, recebendo medalhas de ouro. Foi também a 1ª mulher a encadenar, aos 17 anos, o primeiro 8b (Xb brasileiro) à vista. Atualmente Katie se dedica a fazer vias tradicionais. Sou uma grande admiradora desta escaladora excepcional e muito simpática!

 

Nasceu em qual cidade?
Denver, Colorado

Está com quantos anos?
29 anos

Atualmente está morando aonde?

Atualmente vivo em Boulder, Colorado


Quanto tempo de escalada?
Você começou bem nova, não?

Escalo desde os 13 anos

Como foi que começou? O que te motivou?
Vivi no Colorado até meus 13 anos e lá conheci a escalada, através do meu irmão que gostava do esporte. Não tinha muito interesse na época. Mas então, quando nos mudamos para Kentucky, minha mãe e meu irmão começaram a escalar no Red River Gorge. Eles sempre voltavam para casa comentando como tinha sido divertido, e como eu não queria ficar fora da diversão, decidi tentar. Já de cara amei o estilo de escalada no Red River Gorge.
O que me motiva a escalar são as escaladas bonitas ou longas em lugares que são afastados da multidão e em lugares lindos. A minha escalada favorita é uma escalada longa, via fácil com alguns bons amigos e em algum lugar nas montanhas.

E os campeonatos…Ainda tem competido?
Não, não estou mais competindo.

E por onde tem escalado?
Como moro em Boulder, gosto de escalar nos Flatirons*, ou no Parque Nacional das Montanhas Rochosas, ou Eldorado Canyon.

Também faz solo?
Sim, gosto de solos longos, vias fáceis. É uma das melhores coisas no planeta.

Está com algum patrocínio?
Sim, Prana, Black Diamond e Five-Ten.

Faz algum tipo de treinamento ou alimentação específico?
Não sigo um treinamento específico ou dieta. (Escalo o que me sinto bem e como o que tem gosto bom 🙂

Qual o estilo de escalada que mais lhe atrai?
Eu amo escalada tradicional e vias longas, sejam elas muito
longas de um único esticão ou de muitos esticões.

Gostaria de deixar um recado para as escaladoras brasileiras?
A mensagem que eu gostaria de deixar para as mulheres que escalam é que confiem em seu próprio corpo, na sua habilidade e na sua coragem. Essas coisas são mais fortes do que a sua mente às vezes pode acreditar.

*Flatirons – formação de rochas perto de Boulder, Colorado. Conhecido também por ser o símbolo desta cidade, Boulder, muitas empresas usam o símbolo dos Flatirons em seus logos, propagandas e material de mídia.

 


Psicobloc em Malta. Foto: Sonnie Trotter / Via Bienvenidos a Mi Insomnio – Cochamo, Chile. Foto: Dan Gambino

 

 

ENTREVISTA EM INGLÊS

 

This american climber started young in the sport, at the age of 13.
She participated with distinction in some competitions, receiving gold medals. 
She was also the first woman to climb on sight the first 8b (brazilian Xb) at the age of 17. Currently, Katie is focusing on climbing traditional routes. I am a
great admirer of this exceptional climber and a very nice person.

 

Which city have you born?
I was born in Denver, CO

How old are you?
I am 29 years old

Where are you currently living?
I currently live in Boulder, CO

How long have you being climbing? You started very Young, right?
I have been climbing since I was 13 years old.

How have you started to climb? What has motivated you?
I lived in Colorado until I was 13, and was first introduced to climbing there, because my brother was interested in the sport. I was not really interested in it at the time, however. Then when we moved to Kentucky my mom and my brother started going climbing at the Red River Gorge. They’d always come home talking about how fun it was, and I didn’t want to miss out on the fun so I decided to try it. I fell in love with the style of climbing at the Red River Gorge instantly.
What motivates me to climb are beautiful climbs, or long climbs in places that are away from the crowds and in beautiful settings. My favorite climbing is a long, easy route with a couple of good friends, somewhere in the mountains

And the championships… Are you still competing?
No, I no longer compete

Where have you being climbing lately?
Since I live in Boulder, I enjoy climbing on the flatirons, or up in Rocky Mountain National Park, or Eldorado Canyon.

Do you also climb as solo?

Yes, I enjoy soloing long, easy routes. It’s one of the best things to do on the planet.

Do you have any sponsorship at the moment?
Yes. prAna, Black Diamond and Five-Ten

Is there any specific training or diet that you regularly do?
I do not follow a specific training plan or diet. I climb what feels good, and eat what tastes good.  🙂

What style of climbing that attacts you most?
I love traditional climbing, and long routes, whether they be a very long single pitch, or a multi-pitch climb.
Would you like to leave a message to the brazilian climbers – women.
The message I would most like to tell other women climbers is to trust your       body and your ability and your bravery. These things are stronger than our minds sometimes give them credit for.

 


Via Sunshine Dihedra – Smith Rock, Oregon – Foto: Ben Moon
Ascenção em livre da Learning Tower’s West Face com Lynn Hill – Yosemite – Foto: arquivo pessoal Lynn Hill

 

Entrevista concedida ao Site Mulheres na Montanha

Feita por  Rosane Camargo
Tradução: Daniela Nóbrega

Posted in:

3 Comments

  1. Muito boa a entrevista! Foi ótimo conhecer melhor esta grande escaladora. Parabéns à Katie e a você, Ro!
    beijos
    Marina

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *