Aos 70 anos, Marina Mello faz a via “Italianos”


Foto de Marcela Chaves

Amigos

Ainda emocionada, quero compartilhar com vocês a minha felicidade: ontem fiz
 a Italianos!!!!!!!!!!

Sei que pra tantos de vocês, essa via é uma 
brincadeira… mas para mim — uma baixinha de 70 anos! — foi a superação de um
 grande desafio e a realização de um sonho. Chegar ao cume do Pão de Açucar por
 aquele paredão fantástico, depois de enfrentar os lances delicados e difíceis 
dessa via maravilhosa, foi uma emoção impossível de descrever. E encontrar lá
 em cima o Joffre, que subiu pelo Costão para me esperar, completou o momento 
perfeito.

Tenho certeza que vocês entendem esse sentimento que só os montanhistas 
podem ter… Somos seres privilegiados. A adrenalina nos lances mais
 complicados, o cansaço físico, as pontas dos dedos machucadas, o tormento das 
sapatilhas……. tudo isso desaparece quando paramos para contemplar aquela
 vista absolutamente deslumbrante: o mar, as ilhas, a floresta, as montanhas…
 que só o Rio tem. Estar na pedra, chegar ao cume de uma montanha por ela, é um 
prêmio que não tem preço!!!


Foto de Marcela Chaves

Agradeço muitíssimo ao Flávio Carneiro, meu grande amigo, excelente guia, pelo presentão desta escalada.
Por seu 
incentivo, me levando a treinar antes em outras vias, e pelo alto astral e
alegria com que conduziu toda a via. À Marcela Chaves e Rodrigo, que subiram
pela Cavalo Louco, ele guiando e ela fotografando a minha aventura. Foi muito
bom ter também a companhia do Pablo, argentino que está conhecendo as montanhas
do Rio.
Comecei a escalar há poucos anos, e a Italianos era a via clássica que
faltava, de todas as que eu sonhava fazer. Agora posso morrer feliz….

Não, nada disso!!!

Enquanto Deus me der forças e pique, quero continuar vivendo
intensamente! A cabeça da gente é sempre jovem,
e – embora, com a idade, o
corpo já não tenha mais a força e a resistência de antes — dentro do nosso
limite, vamos continuar a curtir todos os bons momentos!

Abração,

Marina Teixeira de Mello
Multiply

Posted in:

13 Comentários

  1. Que le gal marina, vc está servindo de exemplo para mim, dei uma parada na escalada por motivo de trabalho e achava que não iria conseguir mais voltar parabéns! Um abraço para vc e Adriana!

  2. Marina,

    Se as pessoas todas conseguissem entender, na dita juventude, a importância de não perder um só minutinho da vida curtindo coisas ruins …

    Seu relato é uma lição de vida, em vários sentidos! Superação, determinação e foco nas coisas que são realmente importantes rumo a felicidade.

    Obrigada por compartilhar essa sua estória conosco.

    Beijão.
    Ro

  3. Marina,
    Seu relato é emocionante. Relembrei a minha primeira escalada na Italianos… que lembranças deliciosas você me proporcionou, obrigada! Eram sensações esquecidas, com direito a mão suada e tudo hahaha…
    A cada novo desafio superado, a cada novo friozinho no estômago, percebemos que a vida é curta e linda. Vamos aproveitá-la! Além do prazer da escalada em si, este esporte me ensinou a ver a vida de uma forma diferente. E eu sou mais feliz agora 🙂
    Kmmmoooonnnn!!!
    Quero chegar aos 70 como você, Marina.
    Um beijo.

  4. Marinaaaaaa !!..Show de bola queridona !!

    Voce e fonte da minha inspiracao nas escaladinhas !!!..hahaha

    Sou te fa !!!..Sou teu fa !! heheh

    E detalhe…sou MELLO tambem !!!

    beijao no coracao Marina !!!

    dinho Mello

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *